Qual a Diferença Entre Agile Coaching, Transformação Ágil e Business Agility?

 

A pressão por inovar, ser disruptivo, criar qualidade e defender os compromissos dos clientes são incríveis … e implacáveis. Não há respostas fáceis ou soluções rápidas, mas existem muitos caminhos para alcançar a agilidade dos negócios. O que é real e o que é sustentável?

Ao longo dos anos, Agile Coaching, Transformação Ágil e Business Agility foram comprovadamente eficaz para permitir que as empresas liberassem todo o potencial de suas pessoas, produtos e serviços, bem como seus recursos organizacionais em geral. Eles continuam a ser relevantes e valiosos no futuro próximo. Nesse artigo, vamos também mostrar como Agile Coaching, Transformação Ágil e Business Agility são interdependentes enquanto servem a diferentes propósitos. Vamos participar o que é cada um deles, como eles se diferem, quando entram em cena e como eles agregam valor aos negócios.

O que é o Agile Coaching?

Coaching é uma palavra muitas vezes incompreendida em muitas indústrias. No sentido geral, coach é “alguém que ajuda o aluno a melhorar alguma habilidade ou técnica”. O coaching pode ser aplicado a qualquer momento, nível, departamento, organização ou indústria – Ágil não possui uma propriedade sobre a palavra “coaching”. , em primeiro lugar, o coaching é uma prática própria.

Depois, há o Agile Coaching. Enquanto o Agile Coaching pode ser usado como um termo genérico que pode ser usado para atender diferentes tipos de pessoas, com as mais variadas necessidades, para o propósito deste artigo, significa coaching de agilidade no nível individual ou de equipe.

Um Agile Coach trabalha com pessoas para ajuda-las a aprender como ser mais Ágil. Isso geralmente implica ajudá-los a entender o que é Agilidade, de onde ela vem, quais são as ferramentas que suportam o trabalho através da Agilidade, e assim por diante.

Os Agile Coaches geralmente oferecem treinamentos e mentorias. Os treinadores podem treinar utilizando uma prática “um-a-um”, ou seja, individualmente, ou em interações de equipe. O Agile Coaching Institute criou um programa estruturado e rigoroso para ajudar os coaches a aprimorar suas habilidades e desenvolver o domínio do Agile Coaching em diferentes aptidões, como facilitação, mentoria e outras.

O Agile Coaching é valioso, pois ajuda possui e equipes em suas jornadas Ágeis. Há uma razão pela qual as grandes equipes esportivas têm vários treinadores, muito dos quais são alguns dos mais bem pagos e altamente valorizados: todos os treinadores tornam os alunos – sejam eles jogadores ou funcionários – a se esforçarem por mais e melhor, e alguns treinadores tem especializações, criaando um aprendizado mais profundo na equação. Bons coaches aproveitam o potencial dos proprietários e das equipes, o que gera valor comercial, como:

  • Menor tempo de colocação no mercado
  • Menos escapes de defeitos
  • Maior moral individual e de equipe
  • Maior lealdade dos funcionários

Assumir que o coaching foi bem-sucedido é uma via de mão dupla. Por mais que o coach precise de uma compreensão firme de como ajudar os outros a melhorar, o coachee precisa entender como ser treinado e precisa querer mudar em nível pessoal. A sinergia entre os dois é o que permite que a pessoa que está sendo treinada a crescer e se superar.

No entanto, isso não é suficiente. Coaching não é a única atividade que precisa acontecer para permitir que uma organização prospere hoje. Se mudanças e melhorias sustentadas através do mindset e metodologias ágeis em uma organização é o objetivo, a Transformação Ágil é o meio.

O Que É Transformação Ágil?

A transformação impacta nas capacidades estratégicas da organização. Isso significa que as organizações não atuam mais da maneira que estavam acostumadas, e que não há como voltar atrás. A transformação Ágil emprega novas estruturas organizacionais, novas maneiras de alocação de fundos e de criar estratégias para seu(s) portfolio(s), mudanças na cultura e mais, afim de oferecer valor real aos clientes, mais rapidamente.

Isso é mais do que implementar um novo processo na organização; os líderes não podem demandá-lo aos seus subordinados – ou mesmo a um grupo de Agile Coaches especialistas. Isso requer visão, comunicação e gerenciamento de mudanças sistêmicas. A transformação Ágil se concentra na mudança do ambiente de uma organização. Assim como um scrum master identifica impedimentos para entrega de valor ao cliente no nível da equipe, a transformação Ágil necessariamente revela impedimentos para a entrega de valor em toda a organização para clientes internos e externos.

Não é um empreendimento fácil, e poucas organizações aplicam o rigor necessário, mas as que o fazem obtêm benefícios tais como:

  • Menos iniciativas fracassadas devido a mais previsibilidade de entrega de produtos
  • Melhor alocação de fundos, pessoas e recursos
  • Clientes satisfeitos porque os produtos abordam problemas reais (e não imaginários)

Às vezes, tornar-se ágil em uma organização é visto como uma mera instalação: você compra o produto, o conecta e espera para que ele magicamente funcione. Não é assim que funciona. A transformação Ágil geralmente requer uma mudança na cultura da companhia, porque quando você muda o ambiente de uma companhia, a cultura muda como resultado. Essa mudança permite que a organização Ágil enfrente os desafios de hoje e se destaque em encantar os clientes rapidamente. Mesmo isso, no entanto, não é o suficiente para enfrentar os desafios de amanhã e garantir que sua organização não seja superada por concorrentes mais inovadores que não tem medo de provocar sua própria disrupção, e fazer o mesmo nos mercados existentes. A luta para permanecer relevante e lucrativo no futuro já está em andamento, e o business agility é a base sobre a qual a organização Ágil pode construir uma fortaleza.

O que é Business Agility?

Em um mundo previsível e menos volátil, onde os mercados eram estáveis por décadas e clientes ficavam felizes em comprar qualquer coisa que você colocasse na frente deles, a transformação Ágil pode ter sido o suficiente. Porém, volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade garantem que o ambiente do mercado mudará continuamente. Ser uma boa empresa com bons produtos não é mais o suficiente. As empresas líderes – ágeis ou não – devem inovar e entregar mais efetivamente do que nunca. As organizações devem reunir pessoas e ambientes em um sistema dinâmico.

Quando a previsibilidade é baixa, a adaptabilidade é essencial, as empresas devem se tornar organizações holísticas de aprendizagem. Onde a complexidade limita severamente sua linha de visão, você deve usar seus outros sentidos: enviar sensores que relatam o que encontram, reunir feedback dos usuários – e concorrentes – e depois transformar a entrada em ação. Os dados são essenciais, mas apenas na medida em que permitem insights indispensáveis sobre as tendências de marketing, o encantamento do usuário e o movimento dos concorrentes. Operando com informações suficientes, com flexibilidade e velocidade suficientes, você pode gerar disrupções no mercado que favorecem sua organização, seja com uma nova linha de produtos ou um modelo de negócios completamente novo.

O Business Agility permite que as organizações percebam e respondam às mudanças constantes das necessidades de mercado, adaptem estruturas internas e fluxos de trabalho rapidamente para aproveitar novas oportunidades e entregar produtos e serviços inovadores que encantam os usuários.

Tudo isso requer líderes com perspectiva aguçada, que liderem com clareza de visão e capacitem todos na organização a agir quando o momento certo se apresentar. Experimentos de ciclo rápido podem ser expandidos para um aprendizado ideal – e aprendizado é o nome do jogo.

A organização de aprendizagem contínua simboliza o business agility, produzindo valores como

  • Usar efetivamente a tecnologia para entregar inovações nunca antes imaginadas
  • Gerar disrupção nos mercados existentes – seu próprio e dos outros – para criar novos mercados “oceano azul”, nos quais você tem a vantagem de ser pioneiro
  • Desenvolver a capacidade de aprendizado madura, para acompanhar os contínuos avanços tecnológicos.

As organizações ágeis agora buscam o Business Agility para construir sobre o que já se tornaram e para o que ainda precisam se esforçar, para que possam continuar a inovar, entregar e liderar de maneira a executar de acordo com a sua missão, visão e valores. Como resultado, uma transformação bem sucedida de business agility geralmente significa uma mudança radical na maneira como as pessoas trabalham e como a empresa opera.

Juntando tudo

O que o coaching de equipe ágil, transformação ágil e business agility tem em comum é que cada um deles se concentra em aprender e desenvolver novas habilidades. A diferença é a escala, portanto, escalando os resultados. Em um laboratório, você pode alcançar o Business Agility sem um agile coaching ou uma transformação Ágil, mas em suas naturezas, eles são inextricáveis. As pessoas são a carta coringa – as pessoas e toda sua paixão, experiência, medos, conhecimento e imperfeições são o que impulsionam o negócio do futuro.

É responsabilidade de cada empresa garantir que seu pessoal tenha suporte para crescer, mudar, perder rapidamente e crescer mais rápido ainda. Métodos bem identificados e comprovados pela indústria não podem garantir o sucesso. E de certa forma, os dias de garantia ou o sucesso estão atrás de nós. Em vez disso, devemos focar em aprender e agir o mais rápido possível com dados e insights suficientes, impulsionados e conectados por uma visão de futuro unificada e centrada no ser humano.